7 Benefícios da maça para a saúde, comprovados pela ciência

7 Benefícios da maça para a saúde, comprovados pela ciência

7 Benefícios da maça para a saúde, comprovados pela ciência. Descubra por que maçãs embaladas com nutrientes podem realmente ajudar a manter o médico longe.

É aquela época do ano novamente: a estação da colheita da maçã. E há uma série de boas razões pelas quais você deseja encher uma cesta.

As maçãs não só têm um sabor delicioso sozinhas ou quando adicionadas aos pratos, mas também trazem muitos benefícios para a saúde.

“As maçãs têm sido associadas a inúmeros benefícios à saúde, incluindo melhora da saúde intestinal e redução do risco de derrame, hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, obesidade e alguns tipos de câncer”, diz Tatiana Zanin, especialista em nutrição culinária.

De acordo com o Departamento de Agricultura é o site UOL, uma maçã de tamanho médio é uma boa fonte de fibra: ela contém 4,4 gramas de fibra , cobrindo 16% do valor diário (DV).

Além disso, a mesma maçã oferece 8,4 miligramas de vitamina C , fornecendo mais de 9 por cento do seu DV, junto com pequenas quantidades de outras vitaminas e minerais.

A Nutricionista Adriana, sugere adicioná-los a saladas ou a um queijo grelhado, fazer maçãs assadas para uma sobremesa saudável ou cozinhar frango puxado com maçãs na panela elétrica para facilitar o almoço ou jantar.

“Todas as maçãs oferecem benefícios, embora o conteúdo nutricional e antioxidante varia literalmente de uma maçã para outra - a melhor para comer é o tipo que você gosta”, diz a Nutricionista.

Veja por que outra razão a frase “uma maçã por dia ajuda a manter o médico longe” pode ter alguma verdade nisso. Conheça os incrível 7 Benefícios da maça para a saúde

1. Maçãs podem reduzir o colesterol alto e a pressão arterial


Saboreie uma maçã suculenta e você poderá ajudar a manter seu coração saudável no processo.

“Os estudos relacionaram o consumo de maçã com a redução do risco de doenças cardiovasculares, o que pode estar relacionado aos benefícios de redução do colesterol da fibra solúvel encontrada nas maçãs”.

A fibra solúvel se dissolve em água para formar um material semelhante a um gel, de acordo com ANAD.

De acordo com a Universidade de Illinois, a fibra solúvel ajuda a prevenir o acúmulo de colesterol no revestimento das paredes dos vasos sanguíneos, reduzindo assim a incidência de aterosclerose (fluxo sanguíneo restrito nas artérias devido ao acúmulo de placa) e doenças cardíacas.

Também pode ajudar a reduzir os níveis de pressão arterial. Um estudo descobriu que uma maior ingestão de fibra solúvel estava associada a uma diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

A pesquisa mostra que comer maçãs (ou peras) regularmente foi associado a um risco 52% menor de derrame cerebral .

Além disso, um estudo publicado em fevereiro de 2020 no The American Journal of Clinical Nutrition descobriu que comer duas maçãs por dia ajudou os participantes do estudo a reduzir os níveis de colesterol LDL (“ruim”) e triglicerídeos.

RELACIONADO: Como comer bem para a saúde do coração

2. Comer alimentos com fibras, incluindo maçãs, pode ajudar na digestão


Você provavelmente já ouviu que a fibra é boa para a digestão - e o que ouviu é verdade! De acordo com a Nutricionista, os dois tipos de fibra (solúvel e insolúvel, o que significa que não pode ser absorvida em água) são importantes para a digestão.

E você está com sorte - as maçãs têm os dois tipos, de acordo com a Universidade de Illinois.

A fibra solúvel ajuda a desacelerar a digestão, permitindo que você se sinta satisfeito, e também retarda a digestão da glicose, o que ajuda a controlar o açúcar no sangue.

Enquanto isso, a fibra insolúvel pode ajudar a mover os alimentos pelo sistema e ajudar na constipação e na regularidade, de acordo com Nutricionista Adriana.

Apenas certifique-se de comer a casca da maçã, que contém grande parte da fibra insolúvel da maçã, de acordo com o site OUL.

3. Maçãs podem apoiar um sistema imunológico saudável


Quem não quer um sistema imunológico mais forte no outono? As maçãs podem ser uma ferramenta importante em seu kit de ferramentas de suporte imunológico.

De acordo com pesquisas em animais, uma dieta rica em fibras solúveis ajudou a converter células imunológicas pró-inflamatórias em anti-inflamatórias e de suporte imunológico.

Outro estudo com animais, publicado em maio de 2018 na revista, descobriu que uma dieta rica em fibras protegia os ratos contra a gripe.

Se esses efeitos seriam vistos em humanos não está claro até que haja mais estudos.

Ainda assim, há motivos para acreditar que as maçãs podem aumentar a imunidade, em parte porque contêm vitamina C que aumenta o sistema imunológico.

Uma revisão publicada em novembro de 2017 descobriu que a vitamina C desempenha muitos papéis em ajudar o funcionamento do sistema imunológico.

Como fortalecendo a barreira epitelial (um tipo de tecido) contra patógenos e protegendo contra estresse oxidativo ambiental, como poluição para radiação, de acordo com a pesquisa .

RELACIONADO: os 10 benefícios do Morango para saúde!

4. Maçãs são uma fruta amiga do diabetes


Se você tem diabetes tipo 2 , considere adicionar maçãs à sua dieta. Claro, eles são uma fruta, mas é um equívoco comum que pessoas com diabetes não podem comer frutas .

Nesse caso, a fibra solúvel da maçã pode ajudar a retardar a absorção de açúcar na corrente sanguínea e pode melhorar os níveis de açúcar no sangue.

Além disso, de acordo com o estudo, uma dieta saudável que inclua fibras insolúveis pode reduzir suas chances de desenvolver diabetes tipo 2 em primeiro lugar.

Além disso, um estudo com pessoas com diabetes tipo 2 publicado em agosto de 2016 descobriu que o consumo regular de fibra solúvel ajudou a reduzir a resistência à insulina e melhorou os níveis de açúcar no sangue e triglicerídeos.

5. Os antioxidantes nas maçãs podem desempenhar um papel na prevenção do câncer


Embora não haja uma maneira infalível de prevenir o câncer, as maçãs podem ajudar a desempenhar um papel.

“As maçãs podem reduzir o risco de certos tipos de câncer, que os pesquisadores especulam estar relacionado aos antioxidantes encontrados nas maçãs”.

A pesquisa sugere que as maçãs têm um nível muito alto de antioxidantes e, em estudos de laboratório, esses antioxidantes mostraram limitar o crescimento das células cancerosas.

Uma revisão publicada em outubro de 2016 descobriu que comer maçãs regularmente está associado a um risco reduzido de certos tipos de câncer, incluindo câncer colorretal, de cavidade oral, de esôfago e de mama.

A fibra das maçãs pode fornecer vantagens na prevenção do câncer.

Um estudo publicado em março de 2016 descobriu que mulheres que comeram mais alimentos ricos em fibras durante a adolescência e na idade adulta

(especialmente muitas frutas e vegetais) tiveram um risco menor de câncer de mama mais tarde na vida.

E outro estudo, publicado em janeiro de 2019 descobriu que uma dieta rica em fibras pode proteger contra câncer colorretal e câncer de mama, bem como diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

6. Comer maçãs pode ajudar na perda de peso saudável


Uma dieta rica em frutas (e vegetais) pode ajudá-lo a manter um peso saudável - ou perder peso - de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças .

Como as maçãs são cheias de fibras dietéticas, elas estão no topo desta lista. “As fibras retarda a digestão e o aumento do açúcar no sangue, mantendo você saciado e menos propenso a comer demais”.

De acordo com esse estudo, as pessoas que comeram mais fibras tiveram um peso corporal significativamente menor.

A pesquisa mostra que mulheres com sobrepeso que comeram três maçãs por dia perderam 1,22 kg (2,7 libras) após 12 semanas.

Com apenas 95 calorias para uma maçã de tamanho médio, esta fruta é aquela que você vai querer ter à mão quando o desejo por doces aparecer.

7. Maçãs podem ajudar a prevenir a doença de Alzheimer


É hora de começar a comer mais maçãs e outros alimentos ricos em flavonoides, como frutas vermelhas e chá.

Pesquisa publicada em agosto de 2020 descobriu que adultos com 50 anos ou mais que incluíram apenas uma pequena quantidade de alimentos ricos

em flavonoides como frutas vermelhas, maçãs e chá em sua dieta tinham uma probabilidade impressionante de 2 a 4 vezes mais de desenvolver a doença de Alzheimer e tipos relacionados de demência ao longo de 20 anos em comparação com pessoas que comeram mais alimentos ricos em flavonoides.

Além disso, uma revisão publicada em janeiro de 2020 descobriu que a quercetina, um flavonoide encontrado nas maçãs, protege os neurônios do dano oxidativo e também contém outras propriedades anti-Alzheimer.

Mas, dizem os pesquisadores, mais pesquisas precisam ser feitas fora do ambiente de laboratório.

Postar um comentário

Poste um Commentário (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem

VEJA OUTROS CONTEÚDOS PROMOVIDOS